Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

No comando: PROGRAMAÇÃO

Das as

No comando: PROGRAMAÇÃO RÁDIO SACOÃ

Das as

Forró
No comando: SO FORRÓ

Das 5:00 as 6:00

Aldecino Lopes
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 5:00 as 7:30

reencarnacao
No comando: JOÃO DE DEUS

Das 6:00 as 7:00

microfone_04
No comando: HORÁRIO ARRENDADO

Das 7:00 as 7:30

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 7:00 as 9:00

biblia
No comando: CONVERSANDO COM DEUS

Das 7:30 as 9:00

Pedro Álvares
No comando: BREGA TOTAL

Das 9:00 as 13:00

Aldecino Lopes
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 05:00 as 07:00

Gilvan Ferreira
No comando: SINTONIA POPULAR

Das 07:30 as 09:00

FOTO_PROGRAMA
No comando: CONEXÃO DIRETA

Das 09:00 as 11:00

FOTO_PROGRAMA_06
No comando: PAGODIANDO

Das 11:00 as 12:00

4293564935-bola-na-rede-futebol
No comando: SHOW DE BOLA

Das 11:00 as 12:00

jornalismo
No comando: JORNAL NOSSA HORA

Das 12:00 as 13:00

sabia-e-a-natureza
No comando: BAIXADA EM DEBATE

Das 12:00 as 14:00

Music Energy (+clipping path, XXL)
No comando: PROGRAMAÇÃO PADRÃO

Das 13:00 as 00:00

IMG-20170404-WA0044
No comando: DE BEM COM O SUCESSO

Das 13:00 as 15:30

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 14:00 as 15:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 15:00 as 17:00

Cavalcante Filho
No comando: Os astros comandam seu destino

Das 15:30 as 16:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 16:00 as 18:00

IMG-20161013-WA0060
No comando: QUEM MANDA É VOCÊ

Das 17:00 as 19:00

FOTO_VINIL1a
No comando: FLASH BACK

Das 18:00 as 00:00

FOTO_PROGRAMA_02
No comando: MOMENTO GOSPEL

Das 18:00 as 19:00

Bandeira-Brasil-stock.xchng-menor
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

1247583011-Bob_Marley_wallpaper_picture_image_free_music_Reggae_desktop_wallpaper_1024
No comando: ÁGUIA DE OURO

Das 20:00 as 21:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 21:00 as 00:00

CURURUPU

Compartilhe:
4

Baixada Maranhense: Cururupu

Cururupu está localizado na faixa litorânea maranhense compreendida entre o município de Alcântara e a divisa com o Estado do Pará. Foi ocupada primitivamente pelos índios tupinambás. Os primeiros civilizados que ali estiveram, foram os franceses, no ano de 1613, em viagem de reconhecimento e, consequentemente de perseguição aos índios. Em 1619 foram os portugueses que, chefiados por Bento Maciel Parente, prosseguiram com mais crueldade o combate aos primitivos habitantes, ocasionando o desaparecimento da taba tupinambá estabelecida no território que atualmente constitui o Município de Cururupu. No processo de colonização empreendido pela coroa lusitana, as terras que se estendiam desde a ponta Saissotá, em Guimarães, até as margens do rio Turiaçu, foram doadas a um português, cujos herdeiros subdividiram-nas através de vendas.

Os primeiros habitantes procederam do vizinho Município de Guimarães. Instalaram inúmeras fazendas, onde cultivaram principalmente arroz, mandioca e cana. Nos engenhos, desenvolveram o fabrico do açúcar e da farinha de mandioca, utilizando, para os serviços pesados da lavoura, os escravos africanos trazidos da costa do Douro e Daomé (Guiné). Os negros foram de vital importância para o povoamento do Município, pois constituíram famílias, dando origem a povoações. Com a finalidade de desvendar a origem deste nome, muitas investigações têm sido realizadas, existindo, portanto, dois signifi cados bem distintos para a palavra Cururupu. O primeiro trata-se de uma conhecida lenda bastante pitoresca que diz ter o referido nome nascido da junção de “Cururu”, apelido do cacique Cabelo de Velha, com “pu”, som da arma que o matou, daí Cururupu; no segundo, Cururu na língua indígena tupinambá significa: “sapo grande”. Na língua portuguesa diz-se assim: o sapo coaxa (canta). Na língua indígena diz-se: “O Cururupu”. Sendo assim, Cururupu significa: “sapo grande cantando ou cantiga de sapo grande”. Devido aos fortes vestígios deixados pela tribo, o povoado inicialmente ficou conhecido como o 3º Distrito de Cabelo de Velha. O nome foi mudado através da Lei Provincial nº.120, 03 de outubro de 1841, passando a chamar-se Vila de Cururupu, com sede no Porto de São João e tendo como patrimônio meia légua de terras e algumas ilhas. Em 02 de agosto de 1842, a Vila foi elevada à categoria de Município.

O QUE FAZER na Floresta dos Guarás, Reentrâncias Maranhenses, Parcel de Manoel Luís são alguns dos atrativos turísticos que têm como portão de entrada a cidade de Cururupu. Parque Estadual Marinho do Parcel do Manuel Luís – Criado pelo Decreto Estadual nº 11.902 de 11 de Junho de 1991, no município de Cururupu, com uma área de 45.937,9 hectares. Localiza-se no Litoral Ocidental do Estado, a 45 milhas da costa maranhense, sendo que o local mais próximo, em terra firme, é a Ilha de Maiau. Com relação a São Luís o Parque dista cerca de 100 milhas náuticas, ao norte da Baía de São Marcos, tendo como ponto mais próximo (50 milhas), a Ilha dos Lençóis. Nas formações coralinas observa-se uma variedade de peixes multicolorida, tais como peixe-papagaio, sargentino, peixe-borboleta e outros de maior porte, como: meros, garoupas, e tartarugas marinhas. Em sua história possui pontos marcantes como os refl exos da vida marinha como os restos mortais de navios e galeões naufragados, presumivelmente, devido as fortes correntezas, no decurso dos séculos. Sua finalidade é de preservar a biodiversidade e o patrimônio genético dos recifes de corais e para garantir atividades pesqueiras.

ILHA DOS LENÇÓIS – Entre os maiores atrativos turísticos deste Pólo, está a Ilha dos Lençóis, em Cururupu. Inteiramente formada de areia, apresenta cenários deslumbrantes; e uma lenda, a do Touro Encantado, torna tudo ainda mais enigmático e sedutor. Segundo a crença popular, o Rei de Portugal Dom Sebastião, que desapareceu na luta popular contra os mouros, vive ali na forma de um touro encantado.

Outros atrativos: Praias de Caçacueira, São Lucas e Mangunça; Parcel de Manuel Luís, um banco de corais ao alcance apenas de mergulhadores profi ssionais; estaleiros, onde os mestres constroem embarcações típicas do Maranhão, inteiramente artesanais; pássaros como guarás, garças, colhereiros e marrecos.

Seu solo é arenoso, formando um campo de dunas de até 35 m. de altura que se prolonga por quase toda sua extensão até se mesclar com o mangue no lado sudoeste, formando-se lagoas de águas cristalinas durante a época chuvosa, que, frequentemente secam durante o período da seca.  Com fauna e fl ora típicas, a Ilha dos Lençóis se constitui em um dos lugares únicos do Brasil e considerada uma das mais belas ilhas oceânicas do país. Nela reside uma antiga comunidade de pescadores originada por migrações de europeus fixadas muito tempo atrás.

A Ilha – O acesso é somente através de embarcações tradicionais ou de avião mono ou bimotor, motivo pelo qual ainda hoje a ilha se mantém praticamente no seu estado original. Transporte Marítimo.  A Ilha dos Lençóis é um santuário ecológico onde habita entre outros, o pássaro Guará, uma das aves mais bonitas do Brasil e que revoando ás centenas com sua plumagem de um vermelho intenso parece incendiar a floresta de Mangue.

Gentílico: Cururupuense

FESTAS POPULARES – A maioria das festas populares em Cururupu (como em todo o Brasil) está vinculada ao calendário religioso e nelas se misturam aspectos sagrados e profanos. Dentre as que ocorrem anualmente, destacamos as mais importantes: Pastores e Reis: são apresentados de 24 de dezembro a 06 de janeiro, relembrando a visita dos Reis Magos e dos Pastores ao Deus menino; Caixa do Divino Espírito Santo: varia entre 09 e 13 noites do mês de maio. Os participantes são figuras que retratam o Brasil dos tempos coloniais em louvor ao Espírito Santo, ao som dos tambores (as caixas). O tocar da caixa imita o farfalhar das asas do Divino Espírito Santo, lembrando sua vinda à terra.

Grupos Folclóricos: organizam-se especialmente na temporada junina, constituindo assim um belo espetáculo aos cururupuenses e visitantes com brincadeiras de quadrilha, dança de São Gonçalo, dança do coco e dança da cana- verde.

Bumba-meu-Boi: seus participantes vestem-se de roupas coloridas e decoradas com fitas bordadas. Todos dançam e cantam animados por uma orquestra composta geralmente de maracás, chocalhos, tambores e pandeiros. As apresentações desta manifestação folclórica têm início em junho, prolongando-se até princípio de novembro.

FESTA DO ENCONTRO DE CARROS DE BOI

A Festa do Encontro de Carros de Boi reúne aproximadamente 100 carros no ultimo evento, também ganhando a divulgado por toda região do município. A  expectativa é que a cada ano ultrapasse o número de participantes. O encontro com várias gerações, além de apresentar a diversidade local. Para Jorge Dino, um dos organizadores, “o Encontro congrega de Carros de Boi são relíquias que ainda sobrevive à modernidade, e através disso preserva as casas de farinha, banhos de rio e antigas fazendas. “É um resgate de todo processo de transporte que aos poucos vai se extinguindo, e ao mesmo tempo um impulso para o crescimento do turismo na região. O carro de boi é um dos meios de transportes mais antigos da humanidade. Chegou ao Brasil com os primeiros colonizadores portugueses e logo ganhou importância para a economia local. Ele também foi indispensável nos engenhos de cana de açúcar do nordeste nos séculos 16 e 17. Hoje, grande parte dos festivais e desfiles de carros de boi ocorrem nas regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais e no interior do Norte/Nordeste.

Tambor-de-Crioula: é realizado durante a semana dos festejos de São Benedito. São três os tambores. O primeiro chama-se “tambor grande” (o nome já diz, é o maior e funciona como o solo do conjunto); o segundo, chama-se “sucador” (é o de tamanho médio e tem a função de segurar e dar o ritmo na marcação) e o terceiro chama-se “quirimbador” (é o menor tambor, faz o som mais rápido, dando maior alegria). A função dos homens é tocar os instrumentos e tirar as toadas, enquanto às das mulheres, é de dançar e cantar.

Festa de São Benedito: sua realização varia entre os meses de setembro e outubro. Celebrada desde antes da abolição da escravatura, esta festa tinha caráter pagã, conforme os costumes africanos. Era conhecida por Festa dos Pretos. Hoje é dirigida pela Igreja Católica e tem a duração de uma semana. No domingo um cortejo percorre as ruas da cidade levando a imagem do Santo e, de volta à igreja, realiza-se a celebração de missa solene. Após os atos religiosos, a festa do glorioso São Benedito ganha espaço no arraial montado em frente à igreja, com a apresentação tradicional do Tambor de Crioula.

Carnaval: é considerado um dos melhores do Maranhão, atraindo os filhos da terra que nela não mais residem e outras pessoas que a visitam nessa época. Todos os clubes envolvem-se na alegria do carnaval promovendo bailes. As ruas são decoradas com motivos carnavalescos para que desfilem as escolas de samba e os blocos da cidade.

COMO CHEGAR, VIA CUJUPE: Utiliza-se o Ferry-Boat que sai diariamente do terminal da Ponta da Espera em São Luís atravessando a baía de São Marcos até o terminal do Cujupe em Alcântara, percorrendo o restante via rodoviária. A duração da viagem é de aproximadamente seis horas.  Para mais informações entre em contato com as empresas: Internacional Marítima. Venda de passagens São Luís – 3222.8926 / 8142.7672. Venda de passagens no Cujupe – 9.9115.6964/9.8740-2700/32166592, Serviporto, venda de passagens São Luís 3242.5471 / 3232.7259 / 9.8138.8755. Venda de passagens Cujupe – 3212-6591.

VIA RAMPA CAMPOS (SÃO LUIS): Percurso exclusivamente marítimo. A rampa Campos Melo está localizada próxima ao centro histórico de São Luís, daqui pega-se uma embarcação podendo se chegar a qualquer ponto do litoral de Cururupu e até a sede do município. Não há empresa de transporte de passageiros atuantes nessa área, viaja-se em embarcações de pescadores com destino ao município de Cururupu.

VIA-RODOVIÁRIA: Diariamente partem ônibus com destino a Cururupu com saídas pela manhã e a noite, maiores informações entre em contato com a empresa Sideral  (98) 3241-7544. A viagem dura entre oito e dez horas.

VIA-AÉREA: Acesso aéreo pode ser feito do Aeroporto Hugo da Cunha Machado em São Luís, fretando-se pequenas aeronaves, com destino a sede do município, ou pousando também diretamente nas ilhas que reúnem condições para o pouso de pequenas aeronaves. Maiores informações entre em contato com as empresas Cururupu Táxi Aéreo (98) 3244-1511.

DADOS GERAIS – A população total do município é de 30.805 habitantes, de acordo com a estimativa do IBGE (2016). Sua área é de 1.223 km² representando 0.369% do estado, 0.079% da região e 0.014% de todo o território brasileiro. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) brasileiro é de 0,623, segundo o IBGE (2000). Endereço da Prefeitura: Rua Getulio Vargas, 20 – centro. CEP: 65.268-000. Área Territorial: 1.223 km². Ano de Instalação: 1841. Microrregião: Litoral Ocidental Maranhense. Mesorregião: Norte. Maranhense. Altitude da Sede: 12 m. Distância à Capital: 443 Km.

Fonte: Guia do Maranhão 2017

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

BANNER

BANNER

diques da baixada

diques da baixada

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

REGGAE

REGGAE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

agenda

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930