Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

No comando: PROGRAMAÇÃO

Das as

No comando: PROGRAMAÇÃO RÁDIO SACOÃ

Das as

Forró
No comando: SO FORRÓ

Das 5:00 as 6:00

Aldecino Lopes
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 5:00 as 7:30

reencarnacao
No comando: JOÃO DE DEUS

Das 6:00 as 7:00

microfone_04
No comando: HORÁRIO ARRENDADO

Das 7:00 as 7:30

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 7:00 as 9:00

biblia
No comando: CONVERSANDO COM DEUS

Das 7:30 as 9:00

Pedro Álvares
No comando: BREGA TOTAL

Das 9:00 as 13:00

Aldecino Lopes
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 05:00 as 07:00

Gilvan Ferreira
No comando: SINTONIA POPULAR

Das 07:30 as 09:00

FOTO_PROGRAMA
No comando: CONEXÃO DIRETA

Das 09:00 as 11:00

FOTO_PROGRAMA_06
No comando: PAGODIANDO

Das 11:00 as 12:00

4293564935-bola-na-rede-futebol
No comando: SHOW DE BOLA

Das 11:00 as 12:00

jornalismo
No comando: JORNAL NOSSA HORA

Das 12:00 as 13:00

sabia-e-a-natureza
No comando: BAIXADA EM DEBATE

Das 12:00 as 14:00

Music Energy (+clipping path, XXL)
No comando: PROGRAMAÇÃO PADRÃO

Das 13:00 as 00:00

IMG-20170404-WA0044
No comando: DE BEM COM O SUCESSO

Das 13:00 as 15:30

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 14:00 as 15:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 15:00 as 17:00

Cavalcante Filho
No comando: Os astros comandam seu destino

Das 15:30 as 16:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 16:00 as 18:00

IMG-20161013-WA0060
No comando: QUEM MANDA É VOCÊ

Das 17:00 as 19:00

FOTO_VINIL1a
No comando: FLASH BACK

Das 18:00 as 00:00

FOTO_PROGRAMA_02
No comando: MOMENTO GOSPEL

Das 18:00 as 19:00

Bandeira-Brasil-stock.xchng-menor
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

1247583011-Bob_Marley_wallpaper_picture_image_free_music_Reggae_desktop_wallpaper_1024
No comando: ÁGUIA DE OURO

Das 20:00 as 21:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 21:00 as 00:00

Militar da ativa não pode ter filiação partidária

Compartilhe:
Filiação

O artigo 142, § 3º, V, da Constituição Federal, determina que o militar das Forças Armadas, enquanto em serviço ativo, não pode estar filiado a partidos políticos. Essa vedação também se aplica aos militares dos Estados, por força da regra inserta no artigo 42, § 1º da CF.

Todavia, o artigo 14, § 3º, V da CF, estabelece que a filiação partidária é uma condição de elegibilidade, visto que a nossa democracia representativa não admite candidaturas avulsas, sem vinculação a uma agremiação política.

Como se resolve esse conflito de normas constitucionais? O TSE entende que o pedido de registro de candidaturaapresentado pelo partido ou coligação, devidamente autorizado pelo candidato e após a  escolha em convenção, supre a exigência da filiação partidária, conforme assentando na Resolução nº 21.608/04.

Portanto, o requisito constitucional da filiação partidária não é exigível ao militar da ativa que pretenda disputar cargo eletivo. Entretanto, o militar da reserva deve ter filiação partidária deferida pelo menos seis meses antes do pleito, caso deseje concorrer.

Quando o militar tiver menos de dez anos de serviço, deverá afastar-se do serviço durante a campanha eleitoral. Quando contar mais de dez anos de serviço, será agregado pela autoridade superior e, se eleito, passará automaticamente, no ato da diplomação, para a inatividade.

A Lei nº 6.880/80 dispõe sobre o Estatuto dos Militares das Forças Armadas. O seu artigo 80 fornece a definição da figura jurídica da agregação militar, como segue: “Agregação é a situação na qual o militar da ativa deixa de ocupar vaga na escala hierárquica de seu Corpo, Quadro, Arma ou Serviço, nela permanecendo sem número”.

Então, o militar candidato será considerado agregado quando for afastado temporariamente do serviço ativo em virtude de sua pretensão eletiva, durante o período compreendido entre o pedido de registro da candidatura até a sua diplomação, ou seu regresso à corporação (caso não seja eleito).

O militar que passar à inatividade quando faltar menos de seis meses  para o dia da eleição, deverá filiar-se no prazo de 48 horas, após se tornar inativo. Deferido o registro de militar candidato, o juiz eleitoral comunicará imediatamente a decisão à autoridade a que o militar estiver subordinado, cabendo igual obrigação ao partido político que o escolher candidato.

*Flávio Braga é Pós-Graduado em Direito Eleitoral, Professor da Escola Judiciária Eleitoral e Analista Judiciário do TRE/MA.

Fonte: Blogsoestado

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

BANNER

BANNER

diques da baixada

diques da baixada

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

REGGAE

REGGAE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

agenda

junho 2018
D S T Q Q S S
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930