Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

7e8f6a2a-0616-4d55-b879-d1b50470df70
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 5:00 as 7:30

biblia
No comando: CONVERSANDO COM DEUS

Das 7:30 as 9:00

7e8f6a2a-0616-4d55-b879-d1b50470df70
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 05:00 as 07:30

No comando: ARQUIVO SERTANEJO

Das 05:00 as 08:00

No comando: UMA LUZ EM TEU CAMINHO

Das 07:30 as 08:00

No comando: SINTONIA POPULAR

Das 08:00 as 09:00

Pedro Álvares
No comando: BREGA TOTAL

Das 08:00 as 10:00

No comando: CAJARÍ PARA TODOS

Das 09:00 as 10:00

10
No comando: CONEXÃO DIRETA

Das 09:00 as 11:00

No comando: BINGO VIANA FELIZ

Das 10:00 as 11:00

sabia-e-a-natureza
No comando: BAIXADA EM DEBATE

Das 10:00 as 12:00

No comando: PROGRAMAÇÃO PADRÃO

Das 11:00 as 12:00

No comando: JORNAL REGIONAL

Das 11:00 as 12:00

No comando: BINGO PAPAICAP

Das 12:00 as 13:00

No comando: PALMAS E PALMATÓRIAS

Das 12:00 as 13:00

No comando: VIANA EM FOCO

Das 12:00 as 13:00

No comando: UMA LUZ EM TUA VIDA

Das 13:00 as 13:30

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL (VARIADAS)

Das 13:00 as 15:00

IMG-20170404-WA0044
No comando: DE BEM COM O SUCESSO

Das 13:30 as 15:30

No comando: BINGO

Das 15:00 as 17:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 15:30 as 17:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 16:00 as 17:00

No comando: SHOW DA MISTURA

Das 17:00 as 18:00

No comando: SHOW DA MISTURA

Das 17:00 as 18:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL (MPB)

Das 17:00 as 20:00

FOTO_PROGRAMA_02
No comando: MOMENTO GOSPEL

Das 18:00 as 19:00

No comando: ENCONTRO MARCADO

Das 18:00 as 20:00

Bandeira-Brasil-stock.xchng-menor
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL (ERUDITAS)

Das 20:00 as 00:00

pplware_gira_discos-720x482
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 20:00 as 00:00

No comando: PROGRAMAÇÃO PADRÃO

Das 20:00 as 00:00

O tempo

Compartilhe:
140

O tempo

Inspiração de outrora do balanceio dos hits culturais
Admirável e majestosa com seu jeito monumental
Nobre nos gestos, na essência e na beleza
Tens a benção da natureza
Por isso nos presenteia com seu dom celestial.

Bruna Silva

 


 

 

PROTEÇÃO

Onde estou? No paraíso, em um set
Amazônia, no epicentro, pandemônio…
Nas galáxias, nas fumaças, nos plantios
Ou na enganação, no poderio da nação?
O homem foi a lua……..(não acredito).
Se tem a NASA espacial hoje não saia na rua.
Enclausurada, suada, assustada, surrada, estou eu, você, eles também, sem entender.
O vento sopra, sumiu a pipa, o papa ora,
Rabino pede, ateu clama, chama por DEUS, o povo chora, para muitos chegou a hora…
Outros mesmo sem ter hora , também vão, os invisíveis ficaram visíveis, satirizados, são notados, são o foco da preocupação…
Abraços e beijos, macarrão sem queijo…
Tudo é contra a mão; limpe- as, gel 70,
sabão em barra já não ostenta demanda…
Falação, grupo de risco são os idosos
Lavem as mãos , o vírus ataca o seu pulmão…
Sofrem os que cuidam, os que descuidam, os desnutridos, os informados, os estudados…
Todos pagam seu quinhão, merecendo ou não, nada se vê do inimigo, só dor, devastação, somos todos irmãos, Filhos do mesmo Pai, que deu-nos vida e uma só nação…
Cuido de ti, cuida de mim, nos cuidemos, um por todos, todos por todos venceremos…
Filhos de DEUS, herdamos tudo, ele nos deu, chegou a hora de agradecer, lavar as mãos…
Postar as mãos, pedir a proteção a todos.

ADELE PEREIRA

 


 

 

A solidão da alma

Foram nas longas jornadas da vida que eu aprendi a crescer.
Na minha imaturidade, onde as ilusões eram varinhas mágicas da juventude em flor e, eu entregava minha alma para viver um grande amor.
Cintilantes estrelas no céu a fitar, nos teus braços minha vida era leve.
Deixamos nossos rastos pelo caminho, onde flores nasceram dos nossos encontros de amor.
Nem vi o tempo passar na janela que abri.
Eram as árvores frondosas que um dia foram sementes , hoje dão flores e frutos.
Benditas horas de resiliência , quando os ventos traziam a tempestade, mas eu conseguia vencê-la.
Já não caminho mais nos teus passos e abraços.
O tempo fugiu, você partiu.
Ficou a saudade no banco vazio, onde de ti recebi tantas flores.
As pétalas secas, guardadas, marcam nossa existência.
Deixei meu vestido de menina a transformar’-me em mulher, naquela noite de grande paixão.
Vivi todas as dores de tua partida, na certeza de que foi minha alma gêmea.
Alma de minha alma.
Voou lá no universo.
Me deixou para morar com as estrelas.
Volto pra minha cama vazia, mas cheia de ti.
Ficou o teu perfume, na minha saudade,
a me confortar quando as lágrimas vertem na minha alma tão só!

Carmen Haddad

 


 

 

Além do céu

Nasci com asas imaginárias
Com um toque de liberdade
Fixado nas minhas emoções
Caminho pela vida
Lapidando minha leveza
Meus voos diários
Que me dão o livre-arbítrio
De ser feliz
Fecho meus olhos todas as noites
E quando acordo pela manhã
Sei que fui livre até durante o sono
Nos sonhos que me fazem tocar o infinito
Mesmo muitas vezes tocando apenas
O céu da minha boca
E as estrelas que brilham em meus olhos
Sei que a liberdade habita em mim
E nas horas que me sinto aprisionada
Por algum infortúnio
Quebro as corretes na fé
Entrego-me à suavidade do amor
E da esperança
Sou um ser que obedece as horas
Mas posso ir além do céu
Quando me elevo à liberdade de Deus.

Elza Melo

 


 

 

Oh, Senhor, tu és o poder, a força e a glória, cuida de todos nós…

D’Jesus Cutrim

 


 

 

PERDIDA

Quando passa a alegria
E a tristeza como chuva repentina
sem pedir licença desaba sobre você
Então o externo vira lama,limo, apodrece.
O rosto perde o brilho, os lábios se fecham.
Um dia …amanhece.
Ele morreu de noite e de manha amanheceu.
Mas minha alegria continua dormindo.
Em que manha ela vai acordar..?
Amanhã, depois, quando?
Depois de amanhã,
Depois, depois, depois…
Mais quando vai ser isso?
Se minha noite é longa
E meu dia não amanhece
Chora meu coração
Ando por caminhos perdidos.
O sol se vai a chuva cai e molha meu corpo.
As lagrimas meu rosto.
O coração dispara… e para.

Heloisapoetisa

 


 

 

FIM DE SEMANA

Final de semana
Preparo minha roupa
Convidar meu amor
Que vontade louca
De falar com ele
Dar beijos na boca.

No final do dia
Estou ansiosa
Me olhando no espelho
Me vejo formosa
Pra quando o encontrar
Me sentir poderosa.

E dançar colarinhos
Ao som de uma canção
Admirar seus olhos
Apertar suas mãos
E num abraço longo
Sentir seu coração!

Maria Gorete Casagrande de Souza

 


 

 

Alaniano Poético

Lindo amor vivi.
Contigo,descobrir prazeres.
Íntimos, intensos!

Iran Maceno dos Santos

 


 

 

Olhos Azuis

Esses olhos azuis
me desconcerta,
consegue tirar de mim
o meu melhor sorriso.
Eu às vezes me sinto nua.
Fico tonta, querendo
o toque das suas mãos.

Têm olhares que
fazem isso com a gente,
hipnotiza.
A gente fica
sem saber como agir
E o que dizer.
Eu me sinto viva
com esse olhar.

Clarisse da Costa

 


 

 

Como dói a solidão

Aqui estou eu,
Só com meus pensamentos.
A alma chora a tua ausência.
Lágrimas que derramo sem mesmo sentir,
Molham-me o rosto e lábios,
Que sentem falta de teu beijo.
Meu corpo treme de frio
Pela falta do calor de teu abraço .
Estou só!
Estamos sós,
Eu e minha solidão!
Antonia Nery Vanti (Vyrena)
Direitos autorais reservados®

 


 

 

SPINA (Nova Forma Poética)

PEGADAS NAS PEDRAS

Remendo retalhos rasgados
Procuro respostas ausentes
Feridas não cicatrizadas.

Solidão é palavra de ordem
Corrimão que da mão escorrega
Fogueira em cinzas… Quimeras estilhaçadas
Labirinto tenebroso, sem tréguas, caminhos
secretos… Regra,,, Pedras, minhas pegadas!

Liz Rabello

 


 

 

Mulher

Somos todas feitas para admiração
Somos feitas de prazer
Toda sedução,
Em toques suaves.
Somos desenhadas
Pelas mãos de um anjo,
Para sermos rainha.
Revolucionar…
” Mulher”
Somos açoite de um amor pagão
Somos feitas da costela
Do pecado,
Para dar e receber amor,
Somos como um raio
Numa noite
De escuridão.
Somos todas verdades nuas.
Somos partes de outro ser
Desejável para quem sabe amar.
Somos frutos de DEUS
No pomar da vida.
Para gerar todas as sementes do amanhã
Deus nos fez ” Mulher”.

Sandra Brum

 


 

 

Teimosa

Minha poesia quer ter olhos azuis…
Louca varrida
Vive adormecida,
Nem dá satisfação!
Não vou fixar seus olhos!
Desavisada…
Fosse atenta, saberia que só escrevo
De olhos fechados..
Vera Mascarenhas

 


 

 

Menina dos olhos

 

Ultra-sensível
Como pupila
Luz perceptível
No interno irradia

Não há acepção
Alma bem cuidada
Aquela que gera no coração
A vida como jóia rara

Nada a tocará
Durante sua vereda
Sabedoria resplandecerá
Simplicidade em meio a realeza

Menina dos olhos
Tamanha importância
Guiada pela estrada
Na madrugada em seus sonhos

No externo tudo normal
Ao olhar da ignorância
No inverso, mão divinal
Moldando uma nova criança

Ventre blindado
Fortaleza celeste
Compreensão do quadro
Tela da razão inconteste

Tudo natural
Seguindo o ciclo da vida
Novo ser celestial
Brilho que contagia

Menina dos olhos
Tamanha importância
Guiada pela estrada
Na madrugada em seus sonhos

Por Michele Mi ❤️
Tema sugerido por: Susana Campos – Salto/SP

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

 


 

 

Em seu quintal

 

Saiu de si
Foi buscar-se em seu quintal
Ficou fora de si
Achando que fosse o tal

Mergulhado em bibliotecas
Afogou-se
Dos pés à cabeça em beca
Advogou-se

Defendendo seu próprio interesse
Sem mesmo saber onde está
Sua estrada caminha em estresse
Parece jamais sobrestá

Julgou ser sábio
Dentro de uma vã sabedoria
Seu destino vazio e dúbio
Interpretada em triste alegoria

Não encontra respostas
Por que sua fonte é seca
Aglomerou-se de déspotas
Enquanto sua folhagem resseca

Sua flor virá murchar-se
E seu caule não suportará
Teria então que atentar-se
Senão quem o libertará?

O universo é transparente
Aos olhos lumes
O amor é incandescente
À quem voa feito os vagalumes

Espalhando a luz por onde passa
Enfeitando com beleza onde há treva
Clarão em meio a terra escassa
Só quem carrega a coragem se atreva

Seria para todos
Porém ninguém coloca-se neste lugar
Cada um com seus mesquinhos métodos
E a coerência não há como plugar

Ficou esquecida
Deram lugar a prepotência
Entre sua alma adormecida
Julgando ter alguma ciência

E o propósito ficou esquecido
E nunca mais voltou-se a si
Em seu quintal ficaste envolvido
Dando cabo a vida em si

Patricia Campos 

 


 

 

Carinho

O carinho bem dado
Faz bem ao coração

Alegra corpo e mente
Transborda emoção

Elevando a autoestima
Deixando brilho no olhar

Faz o sorriso largo
Pele sedosa, macia

Acariciando a alma
Sensações de calmaria

Rose Melo

 


 

 

Reflexão

 

Em meio às crises em que somos obrigados a enfrentar ao longo de nossas vidas, é necessário que não se perca a força de vontade para segurar às rédeas de todas as situações que somos obrigados a encarar.
É preciso determinação, fé e muita paciência.
Toda crise acaba nos ajudando a ver às coisas com mais maturidade e fazendo a gente crescer diante das adversidades.
O processo de restabelecimento após os desafios nos levam a viver a realidade com muito mais coragem e experiência.
É preciso equilibrar as emoções e carregar a paz no coração sempre.
Rita Santarém

 


 

 

AUSTIN

Vacinação
Urgente,
Imuniza
Preservando,
Vidas…
Alan Rubens

 


 

 

Alaniano Poético

 

Páscoa

Jesus Cristo pleno.
Salvador renasce, revive.
Promessa cumprida!
Alan Rubens

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

diques da baixada

diques da baixada

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

REGGAE

REGGAE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

agenda

abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930