Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

7e8f6a2a-0616-4d55-b879-d1b50470df70
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 5:00 as 7:30

biblia
No comando: CONVERSANDO COM DEUS

Das 7:30 as 9:00

No comando: DOMINGO DE BOA

Das 8:00 as 10:00

sabia-e-a-natureza
No comando: BAIXADA EM DEBATE

Das 9:00 as 12:00

7e8f6a2a-0616-4d55-b879-d1b50470df70
No comando: ALEGRIA ALEGRIA

Das 05:00 as 07:30

10
No comando: CONEXÃO DIRETA

Das 09:00 as 11:00

No comando: BINGO VIANA FELIZ

Das 10:00 as 11:00

No comando: RETRANSMISSÃO JORNAL DAS 11 – RÁDIO TIMBIRAS

Das 11:00 as 12:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 11:00 as 15:00

jornalismo
No comando: JORNAL NOSSA HORA

Das 12:00 as 13:00

No comando: PALMAS E PALMATÓRIAS

Das 12:00 as 13:30

No comando: VIANA EM FOCO

Das 13:00 as 14:00

Pedro Álvares
No comando: BREGA TOTAL

Das 13:00 as 16:00

IMG-20170404-WA0044
No comando: DE BEM COM O SUCESSO

Das 14:00 as 15:30

No comando: RETRANSMISSÃO BINGO UNIÃO DA SORTE

Das 15:00 as 17:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 15:30 as 17:00

Riba Sousa
No comando: CONEXÃO REGGAE

Das 16:00 as 18:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 17:00 as 00:00

FOTO_PROGRAMA_02
No comando: MOMENTO GOSPEL

Das 17:00 as 18:00

No comando: PONTO E VÍRGULA

Das 18:00 as 19:00

reencarnacao
No comando: JOÃO DE DEUS

Das 18:00 as 20:00

Bandeira-Brasil-stock.xchng-menor
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

No comando: ÁGUIA DE OURO

Das 20:00 as 21:00

1247583011-Bob_Marley_wallpaper_picture_image_free_music_Reggae_desktop_wallpaper_1024
No comando: ÁGUIA DE OURO

Das 20:00 as 21:00

FOTO_VINIL1a
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 21:00 as 00:00

No comando: BINÉ BORGES FAZ AMIGOS

Das 21:00 as 23:00

pplware_gira_discos-720x482
No comando: ARQUIVO MUSICAL

Das 23:00 as 00:00

ZÉ TAINHA, O CADÁVER E A DENTADURA

Compartilhe:
funeral

Nonato Reis*

Político é bicho astucioso, e inteligente também. Seu poder de convencimento não tem limites. Dizem que de tão sagaz, o político é capaz de persuadir de suas “boas intenções” até os seres que habitam o plano superior. Que o diga São Pedro que, outro dia, deu com a alma de um ex-senador tentando fazê-lo acreditar que merecia um assento ao lado de Deus Pai.

- O que você fez na Terra de tão profícuo para achar que tem lugar entre os escolhidos do Senhor?

- Santidade, com meus projetos de lei ajudei cidades inteiras a melhorar de vida. Construí pontes, viadutos, escolas, também hospitais. Com minhas emendas, comprei alimentos e contribuí para matar a fome de milhões de pessoas. O próprio “Fome Zero” do Lula foi inspirado em minha atuação”.

São Pedro, que já havia consultado a vida pregressa do candidato à divindade, ponderou que aquelas ações melhoraram muito mais a vida do próprio do que a dos seus representados.

- Consta que o senhor se tornou um homem rico, e de cada projeto seu aproveitado, lucrou 20 por cento em propinas. Está tudo registrado nos depoimentos dos delatores da Lava-Jato. Deus não abençoa a esperteza.

- Só injúria, meu santo! Veja lá se tem uma nota fiscal, um carimbo, uma assinatura, um recibo sequer atestando essas ilações.

- Mas todos acusam o senhor de ladroagem. Não é possível que todos estejam blefando e só o senhor esteja certo.

- Lembra de Jesus Cristo? Ele também foi acusado e condenado por uma turba, que se revoltou contra ele por pura inveja. O senhor sabe,até por ter sido testemunha ocular da história, que aquilo foi a maior injustiça de que se tem notícia, um despautério! Não é possível que agora vá agir da mesma forma com um inocente.

Todo mundo acha que político é desonesto e só pensa em se dar bem, e mesmo assim, à semelhança do marido flagrado em adultério, ele jura inocência. No final das contas acaba por ganhar a cana de braço com o eleitor, já que a cada quatro anos enfrenta o veredicto das urnas e consegue renovar o mandato eletivo.

Político sincero foi Walber Duailibe, prefeito de Viana por três oportunidades. Não fez administrações profícuas. Muito pelo contrário. Ele simplesmente não mentia. Dizia o que pensava olhando nos olhos do interlocutor, e por conta disso acabou sendo incompreendido.

Dizem que certa vez um cidadão foi até a casa dele pedir um emprego para a filha, que o acompanhava. Walber teria olhado a menina de cima a baixo e depois comentado: “Essa tá boa é de sarro”.

Uma vez, ao entrevista-lo, me disse a queima roupa. “Pode me esculhambar; dizer que eu me ausento da cidade, que sou relapso. Na véspera da eleição eu vou lá, converso com o povo e me elejo quantas vezes quiser”. Vale dizer que, além de prefeito, foi também deputado estadual por dois mandatos, o que atesta a veracidade de suas afirmações.

Agora, em matéria de honestidade, eu conheci um político, e por ele seria capaz de botar a mão no fogo, coisa que não faço nem por mim. Foi o senhor Luiz Gonzaga Fortes, da região da antiga Ipixuna. Exerceu o cargo de prefeito de São Luiz Gonzaga por três ocasiões e no final da vida acabou pobre, sobrevivendo com uma aposentadoria de um salário mínimo, pago pelo INSS. Nunca vi uma voz sequer se levantar contra ele e dizer que tenha se locupletado do dinheiro público. Sua casa parecia um república, sempre repleta de gente, que ia ali para abraçá-lo, jogar conversa fora e dividir a mesa com seus familiares.

Casos como esse constituem raridades, para mostrar que toda regra tem exceção. No geral, o político é o melhor jogador da paróquia, o cara que está sempre com um coelho na cartola, prestes a sacá-lo, conforme as circunstâncias e vicissitudes.

Ano eleitoral, então, ele se supera. Solidário ao extremo, se encontra alguém em apuros, é capaz de chorar com ele rios de lágrima, para demonstrar que se condói com o drama alheio.

Zé Tainha era assim. Topei com ele durante uma campanha para a Câmara de Vereadores de São Luís. Isso em 1996. Tainha não perdia um velório, porque achava que ali era o palco ideal para conquistar os eleitores. “O sujeito está fragilizado pela perda do ente querido. Um abraço, um aperto de mãos, uma palavra de consolo cai no solo do coração como uma semente prestes a germinar e a dar bons frutos”.

Um dia, Tainha andava pela Estiva, distribuindo santinhos de campanha e ficou sabendo que uma senhora tivera morte súbita. Foi em plena missa dominical. No exato momento em que o padre fazia o sermão, Gumercíndia, que a comunidade a chamava de “Gumer”, deu um catiripapo e morreu. Não deu tempo nem de gritar “ai”.

Tainha acorreu para lá e, ao chegar, o pessoal já fechava a urna funerária, para sair em cortejo ao cemitério. Tainha ergueu o braço e pediu: “um instante, por favor!”. E foi abrindo caminho entre o povo, pedindo licença, até chegar à beira do caixão.

Ali subiu em um banquinho e deitou falação. “Esta senhora era uma dona de casa exemplar. Um ser humano admirável. Vivia para servir aos seus e a todos. É digna do nosso respeito e da nossa admiração”.

Com a evolução do discurso, foi se empolgando, alterando a voz. “Tão grandiosa foi a sua vida que me faltam até as palavras para enumerar todas as suas qualidades”.

E foi enumerando a infinidade de atributos: “honesta, digna, trabalhadora, companheira, mãe, irmã, avô…Uma pessoa excepcional…!”.

Ao falar “excepcional”, já no auge da entusiasmo, a língua fez uma pressão maior sobre o céu da boca e a prótese dentária superior desgarrou-se e caiu sobre o tórax da defunta.

Foi um susto danado, todo mundo com os olhos arregalados sem saber o que fazer. Um menino de uns dez anos, que vinha a ser o neto da falecida, fez menção de resgatar a prótese, porém Tainha, numa rapidez de raciocínio espantosa, o impediu. “Não, meu filho, não mexa nessa dentadura, que ela agora não é mais deste mundo”. E dirigindo-se à morta, exortou-a: “Leva, Gumer, leva contigo o meu melhor sorriso, que agora te pertence”.

* Nonato Reis é jornalista e escritor. Trabalhou nos principais jornais de São Luís. Foi correspondente da Folha de S. Paulo. Tem dois livros de romance publicados: “Lipe e Juliana” (2017) e “A saga de Amaralinda” ( 2018)

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

diques da baixada

diques da baixada

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

REGGAE

REGGAE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

agenda

janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031